Glossário

Este glossário tem como propósito sumarizar e apresentar as definições dos termos técnicos e específicos citados no site do Projeto Ibama/UnB.

A

Acervo

1. Totalidade dos documentos conservados num arquivo. 2. Documentos de uma entidade produtora ou de uma entidade custodiadora. 

(CAMARGO & BELLOTTO, Dicionário... 1996.) 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Arquivo

Ver também Documento, Entidade Produtora, Entidade Custodiadora

Acesso aos Documentos

1. Possibilidade de consulta a documentos. 2. Função arquivística destinada a tornar acessíveis os documentos e a promover sua utilização mediante a preparação e a publicação de instrumentos de pesquisa, a organização de serviços educativos, de referência e divulgação.

(CONS. NAC. ARQ. Classificação..., p. 134.) 

Ver Consulta 

Ver também Documento, Instrumentos de Pesquisa

Acondicionamento

Ato ou efeito de guardar e embalar documentos de forma apropriada à sua preservação, acesso e manuseio.

(CONS. NAC. ARQ. Classificação..., p. 134.) 

Ver Preservação de Documentos

Acumulação

Reunião de documentos produzidos e/ou recebidos no curso das atividades de uma entidade coletiva, pessoa física, jurídica, ou família. 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Adaptabilidade

Capacidade de se adaptar a novos cenários ou transformações. 

fia.com.br, uniacademia.edu.br, dicio.com.br

Aquisição

Processo que abrange a entrada de documentos em arquivos correntes, intermediários e permanentes. Pode ocorrer por meio de transferência ou recolhimento, resultando na transferência formal de propriedade dos documentos para a instituição arquivística. É um componente crucial na gestão eficaz de documentos.

1library.org, arquivistica.fci.unb.br, app.uff.br, editalconcursosbrasil.com.br, bing.com, act.fct.pt

Ver 

Armazenamento

1. Guarda de documentos documentos documentos documentos documentos em depósito. 2. Ato de preservar ou guardar, que compreende a retenção de objetos, dados, informações ou recursos de algum modo, assegurando que sejam recuperados ou usados quando necessário, este pode ser físico (como depósitos para bens) ou digital (como dados em nuvem ou local). 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

conceito.de, pt.wikipedia.org, dicio.com.br

Ver Preservação de Documentos

Arquivamento

1. Conjunto das operações de acondicionamento e armazenamento de documentos. 2. Sequência de operações intelectuais e físicas que visam à guarda ordenada de documentos. 3. Ação pela qual uma autoridade determina a guarda de um documento cessada a sua tramitação.

(CAMARGO & BELLOTTO, Dicionário... 1996.) 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Guarda de Documentos

Arquivístico

Relativo a arquivos ou arquivologia, a ciência que estuda a organização, função e uso de arquivos, relaciona-se com a ciência da informação, sendo fundamental para a gestão da informação.  

infopedia.pt, pt.wikipedia.org, conceito.de, bing.com, dicionarioinformal.com.br

Ver Função Arquivística

Arquivo

1. Conjuntos de documentos produzidos e recebidos por órgãos públicos, instituições de caráter público e entidades privadas, em decorrência do exercício de atividades específicas, bem como por pessoa física, qualquer que seja o suporte da informação ou a natureza dos documentos. 2. Conjunto de documentos independente da natureza dos suportes, acumulados por uma pessoa física ou jurídica, pública ou privada, no desempenho de suas atividades. 3. Instituição ou serviço que tem por finalidade a custódia, o processamento técnico, a conservação e utilização de arquivos.

(BRASIL. Lei 8.159/1991, art. 2º .) 

(CONS. NAC. ARQ. Classificação..., 2001, p. 135.) 

Ver Suporte

Ver também Custódia, Conservação

Arquivo Administrativo 

Arquivo com predominância de documentos decorrentes do exercício de atividades meio¹ de uma instituição. 

(CONS. NAC. ARQ. Classificação..., 2001, p. 135.) 

¹ Ver Atividade-Meio

Arquivo Central

Unidade responsável pela normalização dos procedimentos técnicos aplicados aos arquivos de uma administração, podendo ou não assumir a centralização do armazenamento, também chamado arquivo geral. 

(CONS. NAC. ARQ. Classificação..., 2001, p. 135.) 

Arquivo Corrente

Conjunto de documentos, em tramitação ou não, que, pelo seu valor primário, é objeto de consultas frequentes pela entidade que o produziu, a quem compete sua administração.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Valor Primário

Ver também Consulta

Arquivo Digital

Conjunto de bits que formam uma unidade lógica interpretável por um programa de computador e armazenada em suporte apropriado.

(CONS. NAC. ARQUIVOS. Glossário. 2009. ) 

Arquivo Histórico

Ver Arquivo Permanente

Arquivo Intermediário

Conjunto de documentos originários de arquivos correntes, com uso pouco frequente, que aguarda destinação. 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Destinação

Arquivo Permanente

Conjunto de documentos preservados em caráter definitivo, em função de seu valor secundário, também chamado arquivo histórico.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário...) 

Ver Valor Secundário

Arquivo Privado

1. Arquivo produzido por instituição pública no exercício de suas funções, independente de seu âmbito de ação e do sistema de governo do país. 2. Arquivo integrante da administração pública.

(CONS. NAC. ARQ. Classificação..., 2001, p. 136.) 

Ver Função

Arquivo Público

1. Arquivo produzido por pessoa física ou jurídica de direito privado. 2. São arquivos públicos os conjuntos de documentos: I - produzidos e recebidos por órgãos e entidades públicas federais, estaduais, do Distrito Federal e municipais, em decorrência de suas funções administrativas, legislativas e judiciárias; II - produzidos e recebidos por agentes do Poder Público no exercício de seu cargo ou função ou deles decorrente; III - produzidos e recebidos pelas empresas públicas e pelas sociedades de economia mista.

(CONS. NAC. ARQ. Classificação..., 2001, p. 136.) 

(BRASIL. Decreto 4.073/2002, art. 15.) 

Arranjo

1. Sequência de operações intelectuais e físicas que visam a organização dos documentos de um arquivo ou coleção, de acordo com um plano ou quadro previamente estabelecido. 2. Ordenamento físico dos documentos visando torná-los inteligíveis e utilizáveis, realizado com base em sua classificação e em princípios e métodos específicos. 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

(SCHELLENBERG) 

Ver Classificação

Ver também Plano de Classificação, Ordenação

Atividade-Fim

Atividade desenvolvida em decorrência da finalidade de uma instituição, também chamada atividade finalística.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Atividade-Meio

A atividade que dá apoio à consecução das atividades-fim de uma instituição, também chamada atividade mantenedora.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Avaliação

1. Processo de análise de documentos de arquivo que estabelece os prazos de guarda e a destinação, de acordo com os valores que lhes são atribuídos. 2. Processo de análise que permite a identificação dos valores dos documentos, para fins de definição de seus prazos de guarda e destinação, seja para eliminação ou para guarda permanente. O instrumento² resultante da avaliação é a Tabela de Temporalidade de Documentos³.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

(BERNARDES, Como elaborar..., 2005, p. 67.) 

²Ver Prazo de Guarda

³Ver também Destinação, Eliminação, Guarda Permanente, Instrumentos de Pesquisa, Tabela de Temporalidade e Destinação de Documentos

B

Base de Dados

Coleção de informações interrelacionadas armazenadas em um sistema informático, sendo utilizada para armazenar e organizar dados, facilitando a gestão e o acesso aos mesmos. 

azure.microsoft.com, novageo.pt, infopedia.pt, biblioteca.pucrs.br, infopedia.pt

C

Capacitação

Ação de tornar alguém apto para uma atividade especializada, através de ensino e conhecimento, envolvendo preparação para o desenvolvimento de habilidades que geram crescimento profissional. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

dicio.com.br, conceitos.com, bing.com

Classe

Cada divisão que compõe um sistema de classificação. 

(CONS. NAC. ARQ. Classificação..., 2001, p. 137.) 

Ver Classificação

Classificação

1. Organização dos documentos de um arquivo ou coleção de acordo com um plano de classificação, código de classificação ou quadro de arranjo. 2. Análise e identificação do conteúdo de documentos seleção da categoria de assunto sob documentos, a qual sejam recuperados, podendo-se lhes atribuir códigos. 3. Atribuição a documentos ou às informações neles contidas, de graus de sigilo conforme legislação específica.

(ARQUIVO NACIONAL. Dicionário..., 2005.) 

Ver Arquivo

Ver também Plano de Classificação, Quadro de Arranjo

Código de Classificação de Documentos

1. Referência numérica que a associa ao seu contexto de produção, e é composto das seguintes unidades de informações: órgão produtor, função, subfunção, atividade e série documental. 2. Código derivado de um plano de classificação. 

(BERNARDES, Como elaborar..., 2005, p. 68.) 

(ARQUIVO NACIONAL. Dicionário..., 2005.) 

Ver Plano de Classificação

Comissão Permanente de Avaliação de Documentos

1. Grupo multidisciplinar encarregado da avaliação de documentos de um arquivo, responsável pela elaboração da tabela de temporalidade. 2. Órgão técnico encarregado pela análise, avaliação e seleção de documentos em sua área de atuação, formado por um grupo multidisciplinar responsável pela elaboração do código de classificação e tabela de temporalidade e destinação de documentos. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

gov.br, gov.br, uffs.edu.br, bing.com, unirio.br, sigsiga.an.gov.br, in.gov.br

Ver Avaliação

Ver também Instrumentos de Pesquisa, Código de Classificação de Documentos, Tabela de Temporalidade e Destinação de Documentos

Confiabilidade

1. Compreende autenticidade, consistência, integridade e precisão de informações, dados, e também produtos e serviços, assim como, incentiva decisões responsáveis, garantindo precisão e veracidade nos resultados. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores). 2. Credibilidade de um documento arquivístico enquanto uma afirmação do fato, em que este pode sustentar o fato ao qual se refere, e é estabelecida pelo exame da completeza, da forma do documento e do grau de controle exercido no processo de sua criação. 

conceito.de, dicionarioinformal.com.br, dicionarioinformal.com.br, dicionario.priberam.org

(CONS. NAC. ARQUIVOS. Glossário. 2009.) 

Conservação

1. Conjunto de procedimentos e medidas destinadas a assegurar a proteção física dos arquivos contra agentes de deterioração. 2. Controle das causas de degradação dos documentos de arquivo, envolve medidas que visam assegurar a proteção dos documentos contra agentes de deterioração. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

(CAMARGO; BELLOTTO, 1996, p. 18)

jusbrasil.com.br, editalconcursosbrasil.com.br, arquivo.cefetmg.br, bing.com

Consulta

Busca direta ou indireta de informações, que possibilita à sociedade, população e usuários internos ou externos, o acesso aos documentos de arquivo armazenados. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Acesso aos Documentos

Contexto

1. Ambiente em que ocorre a ação registrada no documento, assim, na análise do contexto de um documento arquivístico, o foco deixa de ser o documento em si, e passa a abranger toda a estrutura que o envolve, ou seja, seu contexto documental. 2. Refere-se ao código de classificação, guias, índices e outros instrumentos que situam o documento dentro do conjunto a que pertence, ou seja, ao fundo. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

(CONS. NAC. ARQUIVOS. Glossário. 2009.) 

Ver Instrumentos de Pesquisa

Ver também Código de Classificação de Documentos, Guia, Índice, Fundo

Custódia

Responsabilidade jurídica de guarda e proteção de arquivos, independentemente de vínculo de propriedade.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Guarda de Documentos

D

Dado

Representação de todo e qualquer elemento de conteúdo cognitivo, passível de ser comunicada, processada e interpretada de forma manual ou automática.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Dashboard

Ferramenta de gerenciamento de informações que visualmente acompanha, analisa e exibe indicadores de desempenho (KPIs), transformando grandes bases de dados em gráficos e tabelas relevantes. Facilita a compreensão das informações e é essencial para a análise de dados e tomada de decisões. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

dashboarddesign.com.br, voitto.com.br, bing.com, alura.com.br

Ver Base de Dados

Ver também Indicadores

Descrição

Conjunto de procedimentos que considera os elementos formais e de conteúdo dos documentos para elaboração de instrumentos de pesquisa. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Instrumentos de Pesquisa

Destinação

Decisão, com base na avaliação, quanto ao encaminhamento de documentos para a guarda permanente, descarte ou eliminação.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Avaliação

Ver também Guarda Permanente, Eliminação

Diagnóstico Arquivístico

Instrumento que direciona as ações a serem tomadas no planejamento dos recursos humanos, físicos, materiais e tecnológicos empregados no gerenciamento da informação e na gestão de documentos. Avalia a gestão, preservação e acesso aos documentos e registros de relevância administrativa, legal, fiscal, probatória e histórica relacionados ao cumprimento das finalidades da instituição, visa identificar áreas de melhoria, o que permite o atendimento dos requisitos legais exigidos e estabelecer estratégias para garantir a correta proteção e disponibilidade do valioso acervo produzido, seja em meio analógico (papel) ou digital, também chamado de Diagnóstico da Situação Arquivística. Texto criado pelos autores (pesquisadores).

Difusão

Visa promover o conhecimento do acervo documental, realizando ajustes e adaptações conforme o público e o conteúdo disponibilizado, sendo que o objetivo principal de um processo de difusão é disponibilizar as informações para o maior número de pessoas. Engloba todos os princípios, métodos e operações destinados à gestão e tratamento dos arquivos. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

bing.com, 1library.org, lume.ufrgs.br, academia.edu

Digitalização

Processo de conversão de um documento para o formato digital, por meio de dispositivo apropriado, como um escâner.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Documentação

1. Conjunto de documentos. 2. Ato ou serviço de coleta, processamento técnico e disseminação de informações e documentos.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Documento

Documento

1. Unidade de registro de informações, qualquer que seja o suporte ou o formato. 2. É toda informação registrada em um suporte material, suscetível de consulta, estudo, prova e pesquisa, pois comprova fatos, fenômenos, formas de vida e pensamentos do homem numa determinada época ou lugar. De acordo com seus diversos elementos, formas e conteúdos, os documentos podem ser caracterizados segundo o gênero, a espécie e a natureza.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

(MINISTÉRIO..., Portaria ... 05, 2002.) 

Ver Suporte

Documento Arquivístico

Informação registrada, independente da forma ou do suporte, produzida ou recebida no decorrer das atividades de uma instituição ou pessoa, dotada de organicidade, que possui elementos constitutivos suficientes para servir de prova dessas atividades.

(CONS. NAC. ARQ. CTDE. Glossário..., 2004, p. 7.) 

Ver Suporte

Dossiê

1. Conjunto de documentos relacionados entre si por assunto (ação, evento, pessoa, lugar, projeto) que constitui uma unidade de arquivamento. 2. Unidade documental em que se reúnem informalmente documentos de natureza diversa, para uma finalidade específica. 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

(CAMARGO & BELLOTTO, Dicionário..., 1996.) 

E

Eliminação

Descarte ou destruição de documentos que, na avaliação, foram considerados sem valor permanente. 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Avaliação

Entidade Custodiadora 

Entidade responsável pela custódia e acesso a um acervo, também chamada de custodiador.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Acervo

Ver também Acesso, Custódia

Entidade Produtora

Entidade coletiva, pessoa física, jurídica ou família identificada como geradora de arquivo, também chamada de produtor.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Escopo

1. Escopo de um projeto é a descrição detalhada do que o projeto pretende alcançar, incluindo os objetivos, as tarefas necessárias, os prazos e os recursos, ajuda a definir as expectativas e a evitar desorganização sobre o que o projeto irá entregar. 2. Escopo de um produto refere-se à soma total de todas as características, funções e recursos que definem um produto ou serviço, composto por especificações e requisitos que descrevem o que deve ser entregue pelo projeto. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

artia.com, projectbuilder.com.br, bing.com, siteware.com.br, blog.ploomes.com, laboneconsultoria.com.br

4mm.com.br, edworking.com, zoho.com, projectdesignmanagement.com.br

Espécie Documental

Configuração que assume um documento de acordo com a disposição e a natureza das informações nele contidas. Exemplos: Ata, boletim, certidão, declaração, relatório.

(CAMARGO & BELLOTTO. Dicionário..., 1996.)

Estruturação de Dados

Organização e armazenamento de dados para facilitar o acesso, a manipulação e o uso eficiente. A escolha correta da estrutura de dados pode melhorar a eficiência de uma solução de software.

alura.com.br, appmaster.io, dataviking.com.br, blog.gama.academy

F

Fase Corrente

Primeira fase do ciclo de vida dos documentos arquivísticos, em que os documentos encontram-se em tramitação ou concluíram sua tramitação, mas, sendo ainda objeto de consultas frequentes, e correspondem ao valor primário. 

GALBA, R.; MAMBRO. GLOSSÁRIO BÁSICO DE ARQUIVOLOGIA. 

Ver Arquivo Corrente

Ver também Valor Primário

Fase Intermediária

Segunda fase do ciclo de vida dos documentos arquivísticos em que estes são consultados eventualmente e estão aguardando destinação, não sendo guardados pelo produtor/acumulador. 

GALBA, R.; MAMBRO. GLOSSÁRIO BÁSICO DE ARQUIVOLOGIA. 

Ver Arquivo Intermediário

Fase Permanente

Terceira fase do ciclo de vida dos documentos arquivísticos em que estes, pelo seu valor secundário são objeto de guarda permanente. 

GALBA, R.; MAMBRO. GLOSSÁRIO BÁSICO DE ARQUIVOLOGIA. 

Ver Arquivo Permanente

Ver também Valor Secundário

Função 

Conjunto das atividades que um órgão público ou empresa privada exerce para a consecução de seus objetivos. 

(BERNARDES & DELATORE, p. 30.) 

Função Arquivística

Atividades executadas no decorrer das tarefas do arquivista, e de acordo com Rousseau e Couture (1998), são sete as funções arquivísticas: produção, avaliação, aquisição, conservação, classificação, descrição e difusão, em que cada uma desempenha um papel específico na gestão e preservação de documentos. Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

bing.com, arquiivosecreto.blogspot.com, act.fct.pt, proad.ufba.br

Fundo

1. Conjunto de documentos de uma mesma proveniência, termo que equivale a arquivo. 2. Unidade constituída pelo conjunto de documentos acumulados por uma entidade.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

(CAMARGO & BELLOTTO. Dicionário..., 1996.) 

G

Gestão de Documentos

Conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento de documentos em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Governança de Dados

Sistema de políticas internas utilizadas para gerenciar, acessar e proteger os dados corporativos. Garante a precisão, confiabilidade, integridade e segurança dos dados. 

microsoft.com, sap.com, aws.amazon.com, delphix.com, pontotel.com.br

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Grau de Sigilo

Gradação de sigilo atribuída a um documento em razão da natureza de seu conteúdo e com o objetivo de limitar sua divulgação a quem tenha necessidade de conhecê-lo.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Guarda de Documentos

Envolve a administração e a conservação de documentos em um espaço adequado, devidamente elaborado para fazer a guarda corretamente, garantindo a proteção dos documentos, evitando que eles sejam danificados ou até mesmo extraviados, ideal para mantê-los seguros, organizados e acessíveis.


arquivar.com.br, blog.ged.taugor.com.br, sosdocs.com.br, bing.com, arquivo.cefetmg.br

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Guarda Permanente

Documentos destinados à guarda permanente são aqueles cuja informações são consideradas imprescindíveis ao órgão produtor e para a comunidade. Esses documentos, além do valor administrativo, legal e fiscal, possuem valor de prova e servem como fonte para a pesquisa e, portanto, devem ser definitivamente preservados.

(BERNARDES & DELATORRE, p. 41.) 

Ver Valor Administrativo

Ver também Valor Fiscal, Valor Legal, Valor Informativo, Valor Probatório

Guia

1. Instrumento de pesquisa que oferece informações gerais sobre fundos e coleções existentes em um ou mais arquivos. 2. Cartões usados para auxiliar o arquivamento vertical e o encontro rápido dos documentos, separando as várias seções nas gavetas dos arquivos, e servem para proteger as pastas, para manter a arrumação vertical em ordem e para evitar enganos no arquivamento. 

GLOSSÁRIO DE TERMINOLOGIA ARQUIVÍSTICA.  

(PRADO, A técnica de arquivar, 1974, p. 41.) 

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

I

Indexação

Processo pelo qual documentos ou informações são representados por termos, palavras-chave ou descritores, propiciando a recuperação da informação.

GLOSSÁRIO DE TERMINOLOGIA ARQUIVÍSTICA.  

Indicadores

São ferramentas ou métricas que avaliam o desempenho e a eficiência de diversos aspectos. Fornecem informações quantitativas ou qualitativas para uma análise mais precisa sobre o desempenho de uma atividade, sendo utilizados para acompanhar e avaliar o andamento de programas, projetos ou ações, assim como para verificação de resultados.


kartado.com.br, reyabogado.com, topinvest.com.br, blog.ploomes.com, socialway.angloamerican.com

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Índice

1. Relação sistemática de nomes de pessoas, lugares, assuntos ou datas contido em documentos ou em instrumentos de pesquisa, acompanhados das referências para sua localização. 2. Instrumento auxiliar a classificação, possui informações capazes de facilitar a localização dos descritores e de seus respectivos códigos numéricos. 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

DA, M. Código de classificação e tabela de temporalidade e destinação de documentos relativos às atividades-meio do Poder Executivo Federal ARQUIVO NACIONAL.  

Ferramenta analítica destinada a avaliar e aprimorar a eficiência e eficácia dos processos de gestão de documentos das organizações.

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Instrumentos de Pesquisa

1. Ferramentas que facilitam o acesso e a localização de documentos em acervos arquivísticos. Exemplos: Guias, inventários, catálogos, índices e planos de classificação. 2. Meio que permite a identificação, localização ou consulta a documentos ou a informações neles contidas. 3. Descreve, sumária ou analiticamente, as unidades de arquivamento de um fundo ou parte dele, cuja apresentação obedece a uma ordenação lógica que poderá refletir ou não a disposição física dos documentos. 


1library.org, revista.ibict.br, bing.com, books.scielo.org, orcid.org, orcid.org, doi.org, doi.org, archivaria.ca, seer.ufrgs.br

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Inventário

Instrumento de pesquisa que descreve, sumária ou analiticamente, as unidades de arquivamento de um fundo ou parte dele, cuja apresentação obedece a uma ordenação lógica que poderá refletir ou não a disposição física dos documentos.

GLOSSÁRIO DE TERMINOLOGIA ARQUIVÍSTICA.  

Ver Instrumentos de Pesquisa

Ver também Arquivamento, Fundo, Documentos 

L

Listagem de Eliminação

Relação de documentos cuja eliminação foi autorizada por autoridade competente. Também chamada lista de eliminação.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Listagem Descritiva do Acervo

Relação elaborada com o objetivo de controlar a entrada de documentos em arquivos intermediários e em arquivos permanentes.

GLOSSÁRIO DE TERMINOLOGIA ARQUIVÍSTICA.  

M

Mensuração

1. Aferição da dimensão física de um acervo, total ou parcial, obtida pelo cálculo do comprimento de sua disposição em estantes (metro linear), por seu volume (metro cúbico) ou pela área ocupada (metro quadrado). 2. Medição ou aferição das dimensões planas ou tridimensionais de um documento.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Acervo

Ver também Documento

Metodologias Ágeis

Conjunto de técnicas e práticas para a gestão de projetos que visam maior rapidez, eficiência e flexibilidade, tornando os processos mais simples, dinâmicos e interativos.


blog.grancursosonline.com.br, neilpatel.com, blog.ibmec.br

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Modelagem de Dados

Processo que representa visualmente a estrutura e as relações entre os dados em um sistema. Essencial para dar sentido à infraestrutura de dados, cria um mapa que descreve como as informações são organizadas e interagem dentro de um ambiente específico.

objective.com.br, totvs.com, bing.com, ibm.com, powerbi.microsoft.com

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

O

Ordenação

1. Processo de organização dos documentos de arquivo de uma maneira lógica e sistemática para facilitar e agilizar a consulta. 2. Disposição dos documentos de uma série documental, a partir de elemento convencionado para sua recuperação de informação.


bing.com, edisciplinas.usp.br, scielo.br, arquivo.cefetmg.br, doi.org

GLOSSÁRIO DE TERMINOLOGIA ARQUIVÍSTICA, PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO. 

P

Plano de Classificação

1. Esquema de distribuição de documentos em classes, de acordo com métodos de arquivamento específicos, elaborado a partir do estudo das estruturas e funções de uma instituição e da análise do arquivo por ela produzido. 2. Instrumento utilizado para classificar todo e qualquer documento de arquivo.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

(BERNARDES, Como elaborar..., 2005, p. 69.) 

Ver Código de Classificação de Documentos

Ver também Instrumentos de Pesquisa

Prazo de Guarda

Prazo definido na Tabela de Temporalidade e Destinação, baseado em estimativa de uso, em que documentos deverão ser mantidos no arquivo corrente ou no arquivo intermediário, ao fim do qual a destinação é efetivada. Também chamado período de retenção ou prazo de retenção.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Destinação

Ver também Guarda de Documentos, Tabela de Temporalidade e Destinação de Documentos, Arquivo Corrente, Arquivo Intermediário

Preservação de Documentos 

1. Função arquivística destinada a assegurar as atividades de acondicionamento, armazenamento, conservação e restauração de documentos. 2. Prevenção da deterioração e danos em documentos por meio de adequado controle ambiental e/ou tratamento físico e/ou químico. 3. Toda ação que se destina a salvaguardar ou recuperar as condições físicas e proporcionar a permanência aos materiais dos suportes..." 

(CAMARGO e BELLOTTO. Dicionário..., 1996.) 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

(SILVA, 1998, p. 2.) 

Produção

Segundo Couture (et al., 2005), esta função possui como principal objetivo o controle da criação de documentos e informações. Esse controle da produção de documentos contribui para o aumento da eficiência administrativa, uma vez que diminui ou mesmo evita a duplicidade de informações. Também chamada criação.

Sousa, Fábio Nascimento. Funções Arquivísticas, 2013.

Product Owner 

Profissional responsável por maximizar o valor de uma solução em empresas que utilizam metodologias ágeis. Ele toma as decisões finais sobre os projetos e produtos, sendo responsável por todas as melhorias e negociações, com base em metodologias objetivas, e trabalha utilizando Scrum para agregar valor ao negócio frente aos stakeholders. 


rockcontent.com, artia.com, descomplica.com.br, awari.com.br, medium.com

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Ver Metodologias Ágeis

Ver também Scrum, Stakeholders

Protótipo

Protótipo de base de dados é uma versão preliminar de um sistema de base de dados, criado para modelar e testar o design, a estrutura e as funcionalidades antes da implementação final. Ajuda a validar requisitos, identificar problemas potenciais e fazer ajustes necessários no design.

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Ver Base de Dados

Proveniência

1. Princípio básico da arquivologia, segundo o qual o arquivo produzido por uma entidade coletiva, pessoa ou família não deve ser misturado aos de outras entidades produtoras. Também chamado princípio do respeito aos fundos. 2. Termo que serve para indicar a entidade coletiva, pessoa ou família produtora de arquivo. 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Entidade Produtora

Q

Quadro de Arranjo

Ver Arranjo

R

Recolhimento

1. Entrada de documentos públicos em arquivos permanentes, com competência formalmente estabelecida. 2. Operação pela qual um conjunto de documentos passa do arquivo intermediário para o arquivo permanente.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

S

Scrum

Estrutura de gestão ágil de projetos que ajuda as equipes a estruturar e gerenciar o trabalho por meio de valores, princípios e práticas. Permite controlar de forma eficaz e eficiente o trabalho, potencializando as equipes que trabalham em prol de um objetivo em comum. 


atlassian.com, significados.com.br, zendesk.com.br

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Stakeholders

Indivíduos, grupos ou organizações que têm interesse em um projeto, negócio ou organização e podem ser afetados ou influenciar suas ações, objetivos ou políticas, assim como, os resultados.

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Suporte

Material sobre o qual as informações são registradas. Exemplo: papel, fita magnética, filme de nitrato, digital. 

(CAMARGO & BELLOTTO. Dicionário..., 1996.) 

T

Tabela de Temporalidade e Destinação de Documentos

Instrumento de destinação, aprovado por autoridade competente, que determina prazos e condições de guarda tendo em vista a transferência, recolhimento, descarte ou eliminação de documentos.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Taxonomia 

Entendida como uma linguagem documentária, associada à classificação de documentos de arquivo com a finalidade de aperfeiçoar o processo de busca e recuperação da informação em arquivos. Permite a tradução da linguagem natural dos documentos para a linguagem documentária.

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Transferência de Conhecimento

Processo de compartilhamento de informações, habilidades, experiências e conhecimentos entre indivíduos, equipes ou organizações.


netvistos.com.br, pt-br.workplace.com, bing.com

V

Valor Administrativo

1. Valor que um documento possui para a atividade administrativa de uma entidade produtora, na medida em que informa, fundamenta ou prova seus atos. Integra o valor primário. 2. Avaliação da importância de um registro para as operações diárias. Os registros considerados de valor administrativo são mantidos em arquivo ou usados ​​regularmente na condução dos negócios.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Valor Fiscal

1. Valor atribuído a documentos ou arquivos para comprovação de operações financeiras ou fiscais. Integra o valor primário. 2. Refere-se à importância de um registro ou documento para fins fiscais.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Valor Histórico 

1. Valor probatório ou valor informativo que justifica a guarda permanente de um documento em um arquivo. Integra o valor secundário. 2. O documento possui informações relevantes para a história da instituição, da sociedade ou de um determinado período.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Valor Informativo

1. Valor que um documento possui pelas informações nele contidas independentemente de seu valor probatório. Integra o valor primário. 2. O documento possui informações que são relevantes para a tomada de decisões ou como fonte de informação para a pesquisa.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Valor Legal

1. Valor que um documento possui perante a lei para comprovar um fato ou constituir um direito. Integra o valor primário. 2. Relacionado à legalidade, um princípio inerente à ação fiscal. 

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Valor Primário

Valor atribuído ao documento em função do interesse que possa ter para a entidade produtora, levando-se em conta a sua utilidade para fins administrativos, legais e fiscais.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Entidade Produtora

Ver também Valor Administrativo, Valor Legal, Valor fiscal

Valor Probatório 

1. Valor intrínseco que permite a um documento de arquivo servir de prova legal. 2. O documento possui informações que podem ser utilizadas como prova em processos judiciais ou administrativos.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Texto adaptado pelos autores (pesquisadores).

Valor Secundário

Valor atribuído a um documento em função do interesse que possa ter para a entidade produtora e outros usuários, tendo em vista a sua utilidade para fins diferentes daqueles para os quais foi originalmente produzido.

(ARQUIVO NACIONAL, Dicionário..., 2005.) 

Ver Valor Probatório

Ver também Valor Histórico, Informativo